Real Brasília segue sem vencer na Liga Nacional de Futsal

Atleta de futevôlei defenderá título brasileiro por meio do Compete Brasília
22 de setembro de 2020
GDF libera treinos e eventos esportivos
23 de setembro de 2020

Real Brasília segue sem vencer na Liga Nacional de Futsal

Resultado fez Dracena alcançar cinco jogos de invencibilidade na temporada, sendo quatro triunfos seguidos, somando Liga Nacional e Liga Paulista — Foto: João Paulo Benini / Dracena Futsal

O bom momento continua no Dracena e a crise no Real Brasília permanece. De virada, a equipe paulista voltou a vencer a equipe da capital pela primeira fase da Liga Nacional de Futsal (LNF). O placar de 3 a 1 do confronto de ida, há 10 dias, foi repetido, desta vez no ginásio dracenense Alaor Ferrari, nesta segunda-feira (21). O resultado fez o time da casa assumir a vice-liderança do Grupo A e aumentar o jejum de vitórias dos brasilienses.

Os visitantes abriram o placar aos cinco minutos do primeiro tempo. Matheus foi o autor do gol que deu esperança de que o desfecho seria diferente desta vez. Mas a alegria durou três minutos. Aos oito, Gu Cardozo deixou tudo igual.

Os outros dois gols dos mandantes foram anotados por jogadores que também haviam marcado no primeiro encontro entre as equipes. Ainda no primeiro tempo, Felipe Reis virou, aos 16. Já nos segundos iniciais da etapa final, Vitinho deu números finais ao placar.

O Dracena chegou a 10 pontos e ultrapassou o São José, que está com 8. O Sorocaba lidera a chave, com 18. Foi o terceiro triunfo seguido do time do interior paulista na competição. O Real Brasília permanece na sexta e penúltima colocação, fora do grupo dos cinco primeiros que avançam às oitavas de final. São apenas dois pontos somados em sete partidas. A equipe conheceu a quarta derrota consecutiva.

Ambos enfrentam o mesmo adversário na sequência da LNF. Os dracenenses pegam o Corinthians na sexta-feira (25), às 18h, no Ginásio Wlamir Marques, na capital paulista. Os brasilienses encaram o Timão no dia 29, às 20h15, no Sesc Ceilândia.

Com informações do GE